Gripe aviária: SP poderá voltar a promover eventos com aves

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo permitiu o retorno de exposições, torneios, feiras e outros eventos que envolvam a aglomeração de aves no território paulista, desde que sigam um protocolo com medidas de segurança biológica, a fim de prevenir focos de influenza aviária (gripe aviária).

Por Expressão Naviraí em 14/06/2024 às 20:06:25

Foto: Tribuna do Sertão - Compromisso com a verdade

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo permitiu o retorno de exposições, torneios, feiras e outros eventos que envolvam a aglomeração de aves no território paulista, desde que sigam um protocolo com medidas de segurança biológica, a fim de prevenir focos de influenza aviária (gripe aviária).

Por enquanto, no Brasil, apenas aves silvestres migratórias e algumas de criações domésticas foram detectadas com o vírus.

A portaria 22, de 12/6/2024, da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, determina que os eventos devem se atentar às fontes de água e de alimentação dos animais, ao controle de possíveis vetores de doenças, como predadores e outras aves de vida livre, à implementação de protocolos de limpeza e higienização, além da exigência da presença de um médico veterinário responsável pela verificação da saúde dos pássaros.

No entanto, os municípios litorâneos de Bertioga, Cananeia, Caraguatatuba, Cubatão, Guarujá, Iguape, Ilha Comprida, Ilhabela, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Sebastião, São Vicente e Ubatuba permanecem proibidos de realizar eventos que promovam a aglomeração de aves. A restrição se deve ao risco de contato com aves migratórias que possam estar infectadas pelo vírus.

Fonte: Canal RURAL

Comunicar erro

Comentários