Da lista de 39, devem restar 2 pré-candidatos de rebelde do PL

Lista rasgada - Antes de ser defenestrado do comando estadual do PL, o deputado federal Marcos Pollon tinha uma listinha pronta de pré-candidatos em prefeituras de 39 municípios de Mato Grosso do Sul.

Por Expressão Naviraí em 09/07/2024 às 07:16:00

Lista rasgada - Antes de ser defenestrado do comando estadual do PL, o deputado federal Marcos Pollon tinha uma listinha pronta de pré-candidatos em prefeituras de 39 municípios de Mato Grosso do Sul. Como não aceitou a decisão de Jair Bolsonaro de apoiar Beto Pereira (PSDB), arrumou encrenca, perdeu o poder e do listão elaborado por ele só sobraram dois possíveis candidatos do PL no interior. Ecológico – O ex-governador Reinaldo Azambuja saiu para pescar no Rio Paraguai e aproveitou para gravar vídeo mostrando que é ecologicamente correto. Pegou 4 peixões e devolveu à água. "Todos os peixes foram devolvidos ao rio para que possam se reproduzir mais vezes". Segundo ele, o que vale mesmo é "o contato com a natureza, o silêncio da espera, a paz..." Portas fechadas - O governador Eduardo Riedel (PSDB) teve duas reuniões importantes a portas fechadas nesse início de semana. Primeiro, com o presidente executivo da Indústria Brasileira de Árvores – a Ibá, Paulo Hartung, junto de representantes de fábricas de celulose que atuam em Mato Grosso do Sul. "Debatemos formação, capacitação e desenvolvimento de profissionais do setor florestal de MS, que deve gerar mais de 90 mil empregos diretos e indiretos", garantiu. Mais força - Também na segunda-feira, nem entrou na agenda oficial, mas o governador recebeu o diretor regional do International Finance Corporation, como representante da América Latina, Emmanuel Nyirinkind. Nesse caso, a pauta foi "discutir o crescimento do Mato Grosso do Sul e oportunidades para fortalecer a infraestrutura e os pequenos negócios no Estado". No alvo - Pré-candidata à prefeitura de Campo Grande, a ex-deputada Rose Modesto (União Brasil) tem dito que será a mais atacada nessas eleições e já prepara o terreno. Diz que qualquer coisa que falarem da vida pessoal "é fake news". "Tivemos mais uma semana de fake news com absurdos sobre nosso trabalho e até mesmo nossa vida pessoal. Nosso compromisso, reafirmo, é apenas com a verdade". Rose também pediu aos eleitores: "recebeu alguma notícia falsa? Entre em contato e passe para a gente. Denuncie!" Fajuto até no rótulo – Rótulos afixados nas embalagens do mel falso apreendido nesta segunda-feira (8) pela Decon (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) são mais um detalhe do descuido com o produto fajuto. Um dos adesivos diz que o líquido foi fabricado na "fazendo", e não "fazenda", "Mata Grande", em Minas Gerais. O segundo traz informação sobre a fabricação em Barra do Bugre (MT), embora o nome da cidade seja no plural. Beleza no cardápio - O Ministério da Educação autorizou que o Senac abra cursos superiores de Estética e Gastronomia, que já eram ofertados na modalidade de nível médio/curso técnico. Agora, a previsão é abrir vestibular de verão, com aulas a partir de 2025. Cada um dos cursos terá 40 vagas, sendo seis semestres para Estética e Cosmetologia e 5 semestres para Gastronomia. A portaria foi publicada ontem no Diário da União. Efeméride + Crítica – O ex-deputado federal e atual controlador-auditor da Embratur, Fábio Trad, aproveitou os 10 anos do vexame da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, o 7 a 1 sofrido contra a Alemanha em 2014, para criticar os elencos recentes que vestiram a amarelinha, principalmente, o grupo que foi eliminado da Copa América pelo Uruguai. Brazil - "Por que a nossa seleção perdeu o encanto? O que aconteceu? Décadas atrás, eu sabia os nomes dos jogadores e a escalação completa. Hoje, não chego a saber nem a metade. O que aconteceu?", questionou. Como resposta de amigo advogado, ouviu que "agora os jogadores saem com 16 anos e jogam muitas vezes em times de 2ª divisão na Inglaterra, Espanha... Não tem nenhuma identificação com o país." A todo vapor - Enquanto isso, o irmão Marquinhos Trad não perde tempo de fazer campanha para voltar à política, só que como vereador pelo PDT. Nossa cidade precisa de representantes que entendam suas necessidades e saibam trabalhar pela comunidade", tem repetido nas ruas e nos vídeos postados nas redes sociais.

Fonte: CGNEWS

Comunicar erro

Comentários