Por que as ações da Tesla dispararam �- e fizeram Elon Musk ficar US$ 37 bilhões mais rico desde junho

.

Por Expressão Naviraí em 11/07/2024 às 06:29:33

Foto: G1 - Globo

No período, o valor de mercado da fabricante de veículos elétricos saltou de US$ 631 bilhões para US$ 822 bilhões, segundo a revista Forbes. Os papéis da companhia ainda estão 40% abaixo do pico histórico, em 2021. Elon Musk, fundador da Tesla e homem mais rico do mundo

Reuters

O bilionário Elon Musk viu seu patrimônio crescer US$ 37,1 bilhões (R$ 200 bilhões) em menos de um mês e chegar aos atuais US$ 258,5 bilhões (R$ 1,4 trilhão), segundo a revista Forbes.

A cifra garantiu ao homem mais rico do mundo uma fortuna US$ 40 bilhões superior à de Jeff Bezos, fundador da Amazon, que ocupa a segunda colocação no ranking de bilionários em tempo real da revista. (veja o top 10 no final desta reportagem)

Musk é dono da fabricante de carros elétricos Tesla, da empresa de voos espaciais SpaceX e da rede social X (antigo Twitter), entre outros negócios. Foi justamente a companhia automotiva a grande responsável pela disparada do patrimônio de Musk neste mês.

Na terça-feira (9), as ações da Tesla chegaram a US$ 265, o nível mais alto do ano. Foram 10 sessões seguidas de valorização nos papéis da empresa, marcando a maior sequência de ganhos consecutivos desde o fim do primeiro semestre do ano passado.

Só neste mês de julho, as ações subiram 33%, de acordo com a Forbes. O valor de mercado da empresa saltou de US$ 631 bilhões para US$ 822 bilhões. Musk possui 13% das ações da companhia.

A alta representa um ganho de 18 pontos percentuais a mais do que o segundo melhor desempenho do índice S&P 500 em julho, a fabricante de vidros Corning, que teve alta de 15% em seus papéis.

Mas o que fez as ações da Tesla dispararem?

A valorização dos papéis da companhia tem relação com uma votação feita por acionistas no mês passado. Na ocasião, donos de ações da fabricante de carros elétricos aprovaram um bônus de US$ 56 bilhões (R$ 300 bilhões) a Musk.

A bonificação é vista como um endosso ao mandato do bilionário, e um reconhecimento de que os investidores não querem arriscar o futuro da empresa. A ideia central era justamente manter Elon Musk engajado com a companhia.

???? O g1 testou a primeira Tesla Cybertruck que veio ao Brasil — um dos carros mais polêmicos da fabricante. Assista abaixo:

g1 testou: a primeira Tesla Cybertruck que veio para o Brasil

Outro fator que colaborou com o ânimo dos investidores foi o anúncio, na última semana, de que a empresa entregou mais veículos no segundo trimestre deste ano do que o previsto por analistas. Foram, no total, quase 444 mil carros entregues no período e cerca de 411 mil unidades produzidas.

As ações da Tesla chegaram a subir 6% no acumulado do ano, mesmo após uma queda anual de quase 50% nos lucros do primeiro trimestre deste ano, aponta a Forbes. Ainda assim, os papéis da companhia estão 40% abaixo do pico histórico, em 2021.

Ainda de acordo com a Forbes, a empresa automotiva de Musk "é uma proposta cada vez mais cara para potenciais investidores" — sendo mais que o dobro do preço da Nvidia, gigante da inteligência artificial —, o que indica que "a empresa precisa aumentar drasticamente seus lucros de longo prazo para justificar os fundamentos para tal avaliação".

Veja o top 10 entre os mais ricos do mundo:

Elon Musk, CEO da Tesla, com US$ 258,5 bilhões

Jeff Bezos, fundador da Amazon, com US$ 216,3 bilhões

Bernard Arnault, CEO da LVMH, controladora da grife Louis Vuitton, com US$ 191,3 bilhões

Mark Zuckerberg, cofundador da Meta, com US$ 187,3 bilhões

Larry Ellison, cofundador da Oracle, com US$ 176,8 bilhões

Larry Page, cofundador do Google, com US$ 157,4 bilhões

Sergey Brin, cofundador do Google, com US$ 150,5 bilhões

Bill Gates, cofundador da Microsoft, com US$ 135,5 bilhões

Steve Ballmer, ex-CEO da Microsoft, com US$ 135,3 bilhões

Warren Buffett, megainvestidor, com US$ 130,6 bilhões

Fonte: G1

Comunicar erro

Comentários